Archicad 24: conheça novos recursos para fluxos e MEP

Profissionais do setor AECO que trabalham com o Archicad ganharam novos recursos para atuar com a modelagem MEP (Projetos de Mecânica, Elétrica, ar-condicionado e infraestrutura predial) com a versão Archicad 24. Logo de início, uma das grandes vantagens da atualização do software para quem adota a modelagem MEP é que agora esses recursos são parte integral do pacote do programa. As novas possibilidades contempladas pelo software da Graphisoft estão totalmente visíveis no Guia de Recursos, que pode ser acessado por meio do menu de ajuda (Help Center). Veja neste post, como o software tornou a interface para modelagem de projetos MEP muito mais fácil e intuitiva e também proporcionou melhorias no quesito colaboração e coordenação. O que o Archicad 24 traz de novidades para a modelagem MEP? Antes de falar sobre os novos recursos, é interessante fazer um rápido apanhado sobre o Archicad. Esse é um dos produtos da empresa húngara Graphisoft que dão suporte à metodologia BIM. O Archicad foi o primeiro software BIM lançado de forma comercial para computadores pessoais, muito antes do Revit. Começou a ser desenvolvido em 1982, originalmente para o Apple Macintosh, e foi lançado em 1987. Foi considerado uma grande revolução no que se refere à modelagem 3D devido à sua grande capacidade de armazenagem de informação dentro de um modelo tridimensional. Para as empresas que começam a trabalhar com essa plataforma, é uma opção de tecnologia para implementação do BIM. Atualmente, está disponível em 27 versões de idiomas. Desde sua criação, o software desfruta de grande prestígio para os profissionais da arquitetura do mundo inteiro, devido a recursos para modelagem 3D com banco de dados associado, permitindo um fluxo de trabalho inteligente e colaborativo, que é uma característica do BIM. Um dos grandes atrativos para o uso do software é a grande clareza para o usuário por apresentar informações de forma minimalista e orientada por gráficos, documentação automatizada e renderização fotorrealista, que permitem um processo criativo bastante integrado e fornecendo bastante liberdade para análises dos projetos arquitetônicos. Com o tempo, o software incorporou também as ferramentas para modelagem MEP, porém, até a versão 2023, a licença com esses recursos para os projetos complementares deveriam ser adquiridas à parte. Na versão 2024, não é mais necessário. Quem adquire a licença Archicad já é contemplado com essa integralidade de ferramentas para projetos arquitetônico e MEP, com recursos como design integrado do modelo analítico, modelagem MEP e verificação de modelo. Conheça os novos recursos do Archicad 24 divulgados pela Graphisoft: 1 - Design Integrado É possível comparar modelos, gerenciar mudanças de design e permitindo mudanças de design mais rápidas para para Modelo Analítico Estrutural, MEP e verificação de modelo. Modelo analítico estrutural Para o modelo analítico integrado apresenta um novo fluxo de trabalho bidirecional para engenheiros estruturais, que permite trabalhar em paralelo com o arquiteto para criar edifícios com construção de suporte de carga adequada. Novos novos recursos é possível fazer compartilhamento com qualquer aplicativo de análise estrutural que ofereça suporte a formatos de arquivo de código aberto. Além disso, o engenheiro estrutural pode fornecer sugestões para mudança no modelo analítico, enviá-lo de volta e as mudanças são atualizadas no modelo físico. Pode fazer também a derivação automática de membros do modelo analítico estrutural a partir de elementos centrais de suporte de carga. Modelagem MEP O Archicad 24 permite uma modelagem de forma bastante fácil e trabalho com sistemas próprios do MEP. Com os recursos integrados ao programa é possível realizar conversão aprimorada de objetos MEP importados por meio de IFC, modelagem nativa dentro do software, fluxo de trabalho de abertura MEP completa e conversão aprimorada de objetos. Neste recurso, as ferramentas de modelagem são organizadas por grupos (canalização, cabeamento, tubulação, etc). É possível modelar peça por peça e fazer ajustes na paleta flutuante ou mesmo optar pelo traçado MEP, que já permite uma construção em cadeia. Todos os ajustes e modificações são bastante interativos. Já com o recurso Portas MEP é possível adicionar novos elementos ao objeto e direcionar para Sistemas MEP. Além das várias ferramentas contempladas para arquitetura, no Archicad 24, há também uma biblioteca MEP (tubulação, canalização, elétrica, ar condicionado), que funciona similarmente às famílias do BIM/Revit . Verificação de modelo O Archicad traz duas novas soluções para detecção de conflitos, que podem ser utilizadas em qualquer momento do ciclo de vida do projeto: Verificação de qualidade do modelo físico; Verificação de qualidade do modelo analítico estrutural. Além disso, há também um relatório de verificação que permite gerenciar os resultados obtidos. Para isso, é possível selecionar os elementos de um item 3D de forma bastante fácil, classificar esses itens relatados por seus próprios detalhes e decidir quais problemas necessitam cuidados, usando o novo fluxo de gerenciamento de problemas. 2 - Colaboração aprimorada O novo recurso de BIM Rastreamento de Alteração permite Acompanhamento de mudanças em projetos, gerenciar problemas em tarefas e propostas alternativas de design. Com essas novas ferramentas é possível evitar a sobrecarga de coordenação e manter concentração na solução dos problemas do projeto. As ferramentas permitem que arquitetos e engenheiros se comuniquem com mais eficiência para propor alterações sem interromper o projeto, por meio de recursos de comparação de modelo e gerenciamento de problemas. 3 - Coordenação Um dos novos recursos do Archicad que permitem uma melhor coordenação é a troca de informações oferecidas pelo BIMCloud com hub para modelo multidisciplinar, que traz uma colaboração segura e em tempo real entre todos os membros envolvidos nos projetos, e está disponível em configurações de nuvem. Além disso, outro recurso que permite uma melhor coordenação é a uma troca de geometria com o Autodesk Revit. Os elementos e parâmetros podem ser importados e exportados para melhor referência de modelos. 4 - Produtividade O Archicad 24 também traz novos recursos para otimizar a produtividade, como uma atualização da biblioteca de conteúdo que agora tem objetos novos e melhorados para mobiliário residencial. Também é permitido importar e usar famílias do Revit com objetos GDL, e um aprimoramento da função de edição de polilinhas refinadas. 5 - Atualização do BIMx O BIMX é um aplicativo de coordenação e apresentação de projetos para os stakeholders. Com a atualização no Archicad 24, estendeu esses recursos também aos interessados ​​relacionados à entrega e operações do edifício. O Hiper Modelo BIM traz cortes no modelo em tempo real, medições in-loco e anotações de projetos no contexto do modelo . Conclusão Esse robusto conjunto de ferramentas integradas e interface amigável do Archicad 24 estão fazendo com que a popularidade do software venha crescendo no setor. Com esse suporte tecnológico, tanto os arquitetos como os engenheiros podem projetar com mais segurança de melhor desempenho e resultados para suas obras.

Profissionais do setor AECO que trabalham com o Archicad ganharam novos recursos para atuar com a modelagem MEP (Projetos de Mecânica, Elétrica, ar-condicionado e infraestrutura predial) com a versão Archicad 24.

Logo de início, uma das grandes vantagens  da atualização do software para quem adota a modelagem MEP é que agora esses recursos são parte integral do pacote do programa.

As novas possibilidades contempladas pelo software da Graphisoft estão totalmente visíveis no Guia de Recursos, que pode ser acessado por meio do menu de ajuda (Help Center).

Veja neste post, como o software tornou a interface para modelagem de projetos MEP muito mais fácil e intuitiva e também proporcionou melhorias no quesito colaboração e coordenação.

Venha-ser-um-especialista-em-BIM

O que o Archicad 24 traz de novidades para a modelagem MEP?

Antes de falar sobre os novos recursos, é interessante fazer um rápido apanhado sobre o Archicad. Esse é um dos produtos da empresa húngara Graphisoft que dão suporte à metodologia BIM.

O Archicad foi o primeiro software BIM lançado de forma comercial  para computadores pessoais, muito antes do Revit. Começou a ser desenvolvido em 1982,  originalmente para o Apple Macintosh, e foi lançado em 1987. 

Foi considerado uma grande revolução no que se refere à modelagem 3D  devido à sua grande capacidade de  armazenagem de informação dentro de um modelo tridimensional.

Para as empresas que começam a trabalhar com essa plataforma, é uma opção de tecnologia para implementação do BIM.  Atualmente, está disponível em 27 versões de idiomas.

Desde sua criação, o software desfruta de grande prestígio para os profissionais da arquitetura do mundo inteiro, devido a recursos para modelagem 3D com banco de dados associado, permitindo um fluxo de trabalho inteligente e colaborativo, que é uma característica do BIM.

Um dos grandes atrativos para o uso do software é a grande clareza para o usuário por apresentar informações de forma minimalista e orientada por gráficos, documentação automatizada e renderização fotorrealista, que permitem um processo criativo bastante integrado e fornecendo bastante liberdade para análises dos projetos arquitetônicos.

Com o tempo, o software incorporou também as ferramentas para modelagem MEP, porém, até a versão 2023, a licença com esses recursos para os projetos complementares deveriam ser adquiridas à parte. Na versão 2024, não é mais necessário. 

Quem adquire a licença Archicad já é contemplado com essa integralidade de ferramentas para projetos arquitetônico e MEP, com recursos como design integrado do modelo analítico, modelagem MEP e verificação de modelo.

Conheça os novos recursos do Archicad 24 divulgados pela Graphisoft:

1 – Design Integrado

É possível comparar modelos, gerenciar mudanças de design e permitindo mudanças de design mais rápidas para para Modelo Analítico Estrutural, MEP e verificação de modelo.

Modelo analítico estrutural

Para o modelo analítico integrado apresenta um novo fluxo de trabalho bidirecional para engenheiros estruturais, que permite trabalhar em paralelo com o arquiteto para criar edifícios com construção de suporte de carga adequada.

Novos novos recursos é possível fazer compartilhamento com qualquer aplicativo de análise estrutural que ofereça  suporte a  formatos de arquivo de código aberto.

Além disso, o engenheiro estrutural pode fornecer  sugestões para mudança no modelo analítico, enviá-lo de volta e as mudanças são atualizadas no modelo físico. 

Pode fazer também a derivação automática de membros do modelo analítico estrutural a partir de elementos centrais de suporte de carga.

Modelagem MEP

O Archicad 24 permite uma modelagem de forma bastante fácil e trabalho com sistemas próprios do MEP.

Com os recursos integrados ao programa é possível realizar conversão aprimorada de objetos MEP importados por meio de IFC, modelagem nativa dentro do software, fluxo de trabalho de abertura MEP completa e conversão aprimorada de objetos.

Neste recurso, as ferramentas de modelagem são organizadas por grupos (canalização, cabeamento, tubulação, etc).

É possível modelar peça por peça e fazer ajustes na paleta flutuante ou mesmo optar pelo traçado MEP, que já permite uma construção em cadeia. Todos os ajustes e modificações são bastante interativos. 

Já com o recurso Portas MEP é possível adicionar novos elementos ao objeto e direcionar para Sistemas MEP. 

Além das várias ferramentas contempladas para arquitetura, no Archicad 24, há também uma biblioteca MEP (tubulação, canalização, elétrica, ar condicionado), que funciona similarmente às famílias do BIM/Revit .

Verificação de modelo

O Archicad traz duas novas soluções para detecção de conflitos, que podem ser utilizadas em qualquer momento do ciclo de vida do projeto:

  • Verificação de qualidade do modelo físico;
  • Verificação de qualidade do modelo analítico estrutural.

Além disso, há também um relatório de verificação que permite gerenciar os resultados obtidos. Para isso, é possível selecionar os elementos de um item 3D de forma bastante fácil, classificar esses itens relatados por seus próprios detalhes e decidir quais problemas necessitam cuidados, usando o novo fluxo de gerenciamento de problemas.

2 – Colaboração aprimorada

O novo recurso de BIM Rastreamento de Alteração permite Acompanhamento de mudanças em projetos, gerenciar problemas em tarefas e propostas alternativas de design.

Com essas novas ferramentas é possível evitar a sobrecarga de coordenação e manter concentração na solução dos problemas do projeto.

As ferramentas permitem que arquitetos e engenheiros se comuniquem com mais eficiência para propor alterações sem interromper o projeto, por meio de recursos de comparação de modelo e gerenciamento de problemas.

3 – Coordenação

Um dos novos recursos do Archicad que permitem uma melhor coordenação é a troca de informações oferecidas pelo BIMCloud com hub para modelo multidisciplinar, que traz uma colaboração segura e em tempo real entre todos os membros envolvidos nos projetos, e está disponível em configurações de nuvem.

Além disso, outro recurso que permite uma melhor coordenação é a troca de geometria com o Autodesk Revit. Os elementos e parâmetros podem ser importados e exportados para melhor referência de modelos.

4 – Produtividade

O Archicad 24 também traz novos recursos para otimizar a produtividade, como uma atualização da biblioteca de conteúdo que agora tem objetos novos e melhorados para mobiliário residencial.

Também é permitido importar e usar famílias do Revit com objetos GDL, e um aprimoramento da função de edição de polilinhas refinadas.

5 – Atualização do BIMx

O BIMX é um aplicativo de coordenação e apresentação de projetos para os stakeholders. Com a atualização no Archicad 24, estendeu esses recursos também aos interessados ​​relacionados à entrega e operações do edifício.

O Hiper Modelo BIM traz cortes no modelo em tempo real, medições in-loco e anotações de projetos no contexto do modelo .

Conclusão

Esse robusto conjunto de ferramentas integradas e interface amigável do Archicad 24 estão fazendo com que a popularidade do software venha crescendo no setor.

Com esse suporte tecnológico, tanto os arquitetos como os engenheiros podem projetar com mais segurança de melhor desempenho e resultados para suas obras.

Compartilhe

Mais Posts